A Feira do Pinhal é uma feira temática que se realiza todos os anos na vila de Oleiros. Sendo o Pinhal uma das maiores riquezas da região, Oleiros estimula a sua preservação e faz deste certame um dos melhores meios promotores desta riqueza.

Tendo começado por ser uma feira de artesanato local, depressa se tornou numa feira de actividades económicas, afirmando-se cada vez mais como um evento de capital importância no âmbito da dinamização sócio-económica da Região Centro.

Este certame tem vindo a contar todos os anos com um grande número de expositores. Na primeira edição, em 2000, contou com 28 expositores, tendo este número aumentado para 123, na última edição. Tem vindo a realizar-se anualmente, embora no ano 2003 tivesse sido cancelado, devido ao enorme incêndio que assolou a região.

No ano 2005 houve um boom, não só a nível do número de expositores, como também no que diz respeito à área ocupada, contando com a presença de um maior número de expositores do ramo automóvel, máquinas agrícolas e florestais. Foi também nesta edição que o certame mudou a sua localização para um espaço mais agradável e integrado, situado no centro da vila.

Os visitantes desta feira poderão ficar a conhecer não só os recursos naturais, culturais e económicos da região, como também desfrutar dos Sabores do Pinhal, tais como o cabrito estonado, o maranho, os peixinhos do rio, o bolo de mel, a aguardente de medronho e o vinho Callum. Deste modo, dá-se continuidade a toda uma estratégia de apoio ao turismo local.

Tratando-se de uma feira temática, conta todos os anos com a realização de um colóquio, numa iniciativa destinada a promover os recursos da região. A animação é levada a cabo por um espectáculo piromusical, concertos e animação de rua. Na última edição realizou-se a 1ª Mostra das Actividades Musicais do Concelho.

Este evento representa assim uma oportunidade única para todos os agentes económicos promoverem a sua imagem, marcas e produtos, realizarem negócios e, consequentemente, contribuírem para o desenvolvimento da região do Pinhal.

Objectivos